Aula magna inicia a formação de mais 500 agentes prisionais

Os 500 candidatos selecionados para o Curso de Formação Profissional de Agente Prisional no concurso C-199, promovido pela Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), participaram nesta quinta-feira (7) da aula magna no auditório do Centur, em Belém. Os candidatos foram classificados na primeira fase do certame, que conforme edital não prevê cadastro reserva. A segunda fase, com duração de três meses, tem caráter eliminatório. As aulas serão ministradas no Instituto de Segurança Pública do Estado (Iesp), em Marituba (Região Metropolitana de Belém). Para ser aprovado no concurso público C-199, o candidato tem que atender aos requisitos de carga horária, frequência e nota mínima exigida no curso. 

José Sabino, 40 anos, que já atuou por quatro anos como agente penitenciário, viu no concurso a oportunidade de fazer parte do quadro de servidores efetivos e conquistar a estabilidade profissional. “Já trabalhei como agente por meio de dois contratos temporários, e vi no concurso a minha chance de conseguir a estabilidade profissional dentro daquilo que eu gosto de trabalhar. A minha expectativa é a melhor possível. Com o curso espero adquirir mais conhecimentos e fazer parte da nova gestão penitenciária do Estado como agente prisional concursado”, disse o candidato.

Na aula magna, o secretário de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda, Ricardo Balesteri, ministrou a palestra aos candidatos sobre o tema “Direitos Humanos”. O secretário destacou a importância de uma nova postura para os agentes prisionais e da reestruturação da gestão penitenciária para os próximos anos.

“Essa aula tem como objetivo abordar o capital humano e a valorização dos agentes prisionais no organograma funcional da Susipe. A importância que cada um tem ao trabalhar dentro de uma realidade dura, como a dos presídios, mas que possam agir com segurança e, principalmente, visando a uma mudança na postura, para que possamos construir um sistema penal mais digno, transformar a realidade do cárcere e cumprir efetivamente o papel do Estado, que é transformar quem está privado de liberdade”, ressaltou o titular da Seaster.

Nova Susipe – O secretário Extraordinário de Estado para Assuntos Penitenciários, Jarbas Vasconcelos, parabenizou os candidatos classificados para a segunda etapa e ressaltou a importância do certame para a segurança dos presídios. “Este é um momento muito importante para nós, da Susipe, pois ter em nosso quadro de servidores agentes prisionais concursados nos permitirá ter uma força de intervenção mais efetiva, aumentando a segurança no sistema penitenciário paraense. O curso é a fase final de formação, para que os novos servidores possam atuar com segurança e preparo dentro das penitenciárias. Esperamos que vocês possam conquistar o lugar de vocês e nos ajudar a construir uma nova Susipe, que em breve se torna uma secretaria, mudando assim o nosso status e aumentando a nossa responsabilidade na atuação dentro da estrutura da segurança pública”, frisou o secretário.

Os convocados para a segunda e última fase do concurso C-199 receberão uma bolsa mensal, correspondente ao valor do vencimento-base dos cargos de nível fundamental (um salário mínimo). A Resolução nº 001/2018 – GAB/Susipe, com as normas reguladoras do Curso de Formação Profissional para Agente Prisional do Concurso C-199, foi publicada na edição do dia 28 de dezembro de 2018 do DOE, nas páginas 141 e 142. A grade curricular do curso está disponível nas páginas 143, 144, 145 e 146 e também no site da Susipe (www.susipe.pa.gov.br). (Por Walena Lopes).

Repórter Melina marcelino